quinta-feira, 6 de junho de 2013

Libertei-me dos meus demónios.
Não saberias tu o que significa morrer de amor, se de morrer de amor, jamais tivesses morrido.
Não saberias tu reconhecer o poder da palavra, se nunca a tivesses usado naquele momento exacto, em que do teu peito te faltam as palavras.
No entanto, a efemeridade com que a usas transborda dramatismo..

Reconhecerás, mais tarde, que tudo são voltas, onde há ir e voltar, perder e ganhar.

2 comentários:

  1. Uma única palavra.... LINDO!!!
    Tudo na vida se compara a um jogo onde se perde e ganha... Se vai e volta...
    Amei!

    ResponderEliminar